Sexta-feira, 13 de Novembro de 2009

Memória da ocupação de Embaixada US em Jakarta 1994 (4)

12 de Novembro

 

Antes de iniciar a conferência de imprensa, um dos colegas que trazia rádio informou-nos de que o Secretário Estado Warren Christopher havia declarado na Filipina que américa comprendia a nossa acção e que eles não nos expulsariam pela força da embaixada. Esta informação foi recebida com grande contentamento. E naquele momento percebemos que a nossa acção ia durar e acontece o que acontecesse não íamos abandonar tão cedo a embaixada. Estavamos determinados a levar acção até as últimas consequências.

 

Pois, trazíamos rádio para podermos acompanhar a par e passo as notícias sobre acção estávamos a fazer e suas consequências através de BBC, ABC, Voz da América etc. Ouvir notícias através destes rádios era o nosso hábito em Timor e na Indonésia.

 

Conferência de imprensa

 

Depois de rezar o terço, reunião e as informações partilhadas começou a conferência de imprensa. Era feita em Inglês, Indonésia e em Português essencialmente para a agência Lusa.

 

Domingos Sarmento Alves, a nossa porta-voz, era incansável. Respondia todas as perguntas que tinham sido colocadas pelas jornalistas.

 

Exigimos a libertação incondicional de Xanana Gusmão e sua participação como líder da resistência nas negociações sobre a resolução do problema de Timor. Exigimos para que américa, através do seu presidente, Bill Clinton, levantasse o problema de timor durante a II Cimeira de APEC da qual indonésia era anfitrião. E não iríamos deixar cair em esquecimento o massacre de Stª. Cruz que tinha sido perpetrado pelos generais indonésios 3 anos antes.

 

Continuávamos sem puder beber água. Eram duas da tarde e calor era imenso. E uma ou um dos jornalistas conseguiram atirar 3 garrafas de água para nós. Depois das 15 horas tivemos autorização para poder beber água da torneira na garagem. Torneira que a embaixada utilizava para regar as plantas no jordim e lavar os carros da embaixada.

 

Eram 7 e pouco da noite quando chegou uma delegação do Estado Indonésio. Composta por Dr. Francisco Lopes da Cruz e outros que já não me lembro de quem eram. E se não estou em erro fazia também parte desta delegação o actual presidente da indonésia.

 

O encontro fui infrutífero para eles. Pois, mal a delegação chegou... perguntávamos ao Sr. Chico Lopes... se ele vinha como timorense falaríamos com ele, mas se ele viesse como representante do estado indonésio estava a perder o seu tempo alí. Foram-se embora porque eles perceberam que não iam conseguir nada alí.

 

Alguns jornalistas conseguiram mandar dois embrulhos de "nasi goreng" para nós. Éramos 29 e não chegava para toda a gente. Foi entregue aos 2 feridos (DomingosTilman e Zito Soares) que depois partilhou com os outros. Foi somente para enganar o estômago.

 

A primeira noite caiu e não conseguíamos dormir por causa do calor e mosquitos. Mas o objectivo de estragar a festa ao Soeharto foi cumprido com sucesso.

 

Por Zito Soares às 15:52
| Comentário

»Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30

»Posts Recentes

» Que substituirá a Social-...

» Timor-Leste: MARI ALKATIR...

» Timor-Leste: INDONÉSIA VA...

» Quem derrubou as torres e...

» De St. Austell para Oxfor...

» Os encantos de Coimbra

» Memória da ocupação de Em...

» Memória da ocupação de Em...

» Memória da ocupação de Em...

» Memória da ocupação de Em...

»Arquivos

blogs SAPO

»subscrever feeds